Conteúdo, Newsletter

As artes visuais que desenham a história do Vila

Porto Alegre pode parecer mais cinza. Também pelo excesso de trânsito, de asfalto e de notícias tristes que nos cercam, mas principalmente pela falta da arte. Em um momento em que museus, galerias ou espaços culturais fecham ou têm seus horários restritos, nós conseguimos ver a cor da arte que floresce em outros cantos. Nas ruas e aqui no Vila, as artes visuais são resistência de dias mais coloridos.

As artes sempre foram nossos pilares. Acreditamos que são elas que sustentam nossa capacidade de olhar para o mundo de forma mais crítica e criativa. Enquanto tem se guardado para elas pouco espaço nas escolas, junto à filosofia e à sociologia, mais e mais ambientes que abracem e disseminem essas disciplinas devem existir.

Nos nossos espaços residem diversos artistas, e sempre buscamos promover momentos para a celebração e a valorização da arte e da cultura. Em 2018, foram incontáveis as manifestações das artes visuais, e inúmeros os residentes e pessoas conectadas que trouxeram seu conhecimento e sua obra para compartilhar conosco. Foram 266 dias de atividades culturais e educativas.

Neste ano, estão presentes no Vila diversas manifestações, reconhecimentos, trocas e sementes artísticas ainda por germinar. Conheça um pouco mais do que já aconteceu ou irá ocorrer este ano nas artes visuais do Vila Flores.

Prêmio Açorianos

acorianosO esforço para desenvolver as artes visuais nos trouxe neste ano o XXI Prêmio Açorianos de Artes Plásticas, na categoria “Destaque em instituição”. A conquista só foi possível porque muita gente se envolveu para tornar o Vila um espaço de fomento à cultura e à arte. O reconhecimento desse processo, que já dura mais de 5 anos, é uma alegria que só pode ser compartilhada com todas as pessoas que ajudaram a ressignificar a utilização do espaço e também com outros espaços de artes, tão importantes para a cidade e que nos inspiram e dão força para seguir este caminho.

Residência Artística

As residências artísticas são uma oportunidade de troca muito rica entre artistas de diferentes contextos. Em anos anteriores tivemos a experiência de realizar residências artísticas em conjunto com duas instituições: O Instituto Goethe, que trouxe para o Vila o artista alemão Thomas Kilpper e o Grupo Argentino Etcetera junto com o artista dinamarquês Frans Jacobi; e a Fundación Divulgar, da Colômbia, que promove a Residencia Caníbal e proporcionou a vinda dos artistas Armando Ruiz e a dupla Stephany e Gustavo.

 

Residência Artística

Uma das novidades que promovemos este ano é a nossa própria Residência Artística, projeto que quer contribuir para a ampliação da transversalidade de linguagens e da interface entre cultura e educação. Vamos selecionar um artista visual do estado do RS, para conviver 11 dias com a gente, trocando experiências e conhecimento. No total, foram 45 inscrições. Estamos ansiosos para conhecer o trabalho desses artistas!

O selecionado receberá uma bolsa de ajuda de custo no valor de R$ 2 mil. Durante o período da residência, de 8 a 18 de julho, o artista promoverá uma ação formativa, participará de um bate-papo e momentos de intercâmbio com as iniciativas do Vila Flores e, ao final, será realizada uma apresentação do trabalho desenvolvido durante a residência.

Com isso, queremos estimular o intercâmbio criativo, aprofundando reflexões e práticas sobre processos artísticos colaborativos, além de fomentar a produção artística do estado do Rio Grande do Sul.

A Bolsa Artística faz parte do projeto Vila Flores – Uma Experiência Aberta II, e conta conta com financiamento do Pró-Cultura RS FAC.

Térrea | Arte à venda

terrea

Térrea é um espaço dos artistas residentes do Vila Flores Kelvin Koubik e Jackson Brum. Inaugurado em março deste ano, a soma do ateliê de Koubik e do estúdio de Brum tem como objetivo a exibição e, principalmente, a comercialização das obras.

A Térrea ainda promove cursos de graffiti, palestras e bate-papos sobre o processo criativo dos artistas. Para quem quiser conhecer, o espaço está localizado no andar térreo do prédio da Rua Hoffman, número 459.

Exposição a céu aberto – Rogério Pessoa

Desde 2016, quem passa pela Rua São Carlos se depara com obras dm ferro e cerâmica que estão expostas na calçada do Vila Flores. A exposição Drive Thru Gallery, do artista Rogério Pessoa, pode ser observadas a pé, ou como o próprio título propõe, sem precisar descer do carro.

A intenção de Pessoa é colocar o espectador em meio a arte fora de contexto para gerar repertório estético. Na próxima vez que estiver pelas redondezas, preste atenção nessas obras!

rogeriopessoa

 

Oficinas de Cerâmica

Em 2019, as artistas Juliana Napp, Marcia Braga, Maria Luciana Firpo e Miriam Gomes resolveram compartilhar uma paixão: a cerâmica. Por isso, elas abriram as portas de seus ateliês no Vila e criaram grupos para ensinar essa arte tão preciosa.

ceramicaO Pátio Ateliê de Cerâmica acontece em um turno por semana e é facilitado por cada uma das artistas, explorando as diferentes visões e processos de criação. As turmas acontecem às terças, quartas ou quintas-feiras, à tarde ou à noite, no pátio do Vila Flores.

As inscrições sempre estão abertas. Mais informações pelo telefone: (51) 986229289

 

Uma celebração às Artes Visuais

Não podemos deixar de citar/honrar/mencionar/lembrar dois projetos que deram início à linguagem das Artes Visuais no Vila: o Estúdio Hybrido que realizou diversos projetos e exposições, entre eles o 3S, performance que integra artes visuais, dança, audiovisual e música e o Projeto Casa Grande, coletivo de arte negra, que realizou a exposição Nigredo: Obra em Negro.

Nos últimos anos também recebemos diversas exposições, como a das artistas Vera Junqueira, com Urdumes, Carol W,  com A escuridão que me clareia, Marcia Braga, com Este corpo já foi meu, além de Peter Gossweiler, com a exposição HERTZ do lugar que estamos, além de muitas outras. (algumas podem ser conferidas aqui)

urdumes
Urdumes – Vera Junqueira
marcinha
Este corpo já foi meu, Marcia Braga
carolw
A escuridão que me clareia, Carol W

Sediamos o Festival do Barro, que reuniu ceramistas, escultores, artistas e pessoas com interesse por esta matéria prima e suas possibilidades.

ceramicafestival

No campo do audiovisual, lançamos em 2018 o WebDoc Vila Flores – Território e Memória, que foi uma verdadeira realização pra gente! Dividido em 4 episódios, o documentário foi fruto de quase dois anos de trabalho de uma equipe multidisciplinar de vileiras e vileiros, que se empenharam em contar uma história que começou em 1928, com a construção dos prédios. O lançamento aconteceu no nosso pátio, com uma projeção nas nossas paredes.

webdoc

 

VIA- projeto de convênio entre o  Vila Flores e Instituto de Artes da  UFRGS

Em 2017 assinamos um termo de cooperação com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. O início deste relacionamento surgiu com a vinda do laboratório do grupo de pesquisa Objeto e Multimídia – CNPq-UFRGS (OM-LAB), coordenado pela professora e artista visual Tetê Barachini, do Instituto de Artes-UFRGS.

Por meio desse acordo, o grupo de pesquisa OM-LAB formulou um plano de atividades a serem realizadas no nosso espaço, a fim de atender os artistas envolvidos no projeto de pesquisa Práticas Urbanas: poéticas de aproximação (4º Distrito). Os artistas  realizaram de uma série de aproximações poéticas no  4º Distrito de Porto Alegre, através de diferentes estratégias de errâncias e de imersões temporárias no cotidiano, como, por exemplo, a realização de Residências Artísticas (VIA).

O Projeto VIA também promoveu reuniões de estudo abertas à comunidade local, aulas de graduação e de pós-graduação do Instituto de Artes, realização de exposições, artigos e reflexões sobre o 4º Distrito em Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado do PPGAV-UFRGS.

Atualmente o Vila abriga os ateliês dos artistas:

Jackson Brum- Térrea
Kelvin Koubik -Térrea
Vitor Hugo – Studio Insonia
Marcia Braga – O Pátio Ateliê
Luciana Firpo – O Pátio Ateliê
Juliana Napp – O Pátio Ateliê
Miriam Gomes-O Pátio Ateliê
Betina Friechman – Fonte Atelier de Arte, Cultura e Linguagem
Raul Krebs – Estúdio Mutante Fotografia
Joana Burd

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s