Newsletter

Nossas novidades para um ano mais florido

Todos os anos são de agradáveis surpresas para o Vila. Como organismo vivo, nos transformamos a cada nova ideia, a cada novo vileiro, a cada pessoa que entra pelos nossos portões carregada de novidades e sonhos. Esse novo ano nos recebe com mais clareza e autoconhecimento do que nunca e, por isso, nutrido pela possibilidade da concretização de novos projetos. Seguimos ainda experimentando e mudando, porque é isso que nos faz ser quem somos, mas com ainda mais força de rede e de valores para seguir o caminho que escolhemos.

LAURO ROCHA_2.JPG

Neste ano, projetos como o Vila Flores – Uma Experiência Aberta voltam para consolidar nosso papel na produção de arte independente. E, para coroar tanto aprendizado e celebrar as boas expectativas, lançamos também nossa nova identidade visual, que entende ainda melhor quem somos, assim como, hoje, também nós nos entendemos.

Essas são somente duas das realizações que compreendem a nossa complexidade, mas abrem caminhos a projetos e iniciativas diversas que reafirmam o Vila como esse ecossistema cada dia mais criativo e colaborativo.

NOVA IDENTIDADE VISUAL

Nossa nova identidade visual é o resultado de tanta reflexão sobre nós mesmos, concretizada pelas mãos do vileiro Diego Ferrer, do Surto Criativo, que há muito tempo pertence ao Vila e compreende quem somos. O material foi criado originalmente para o lançamento do nosso webdoc, e entendemos que faria todo o sentido abraçá-lo como a síntese de quem somos – afinal, é isso que ele representa.

Para criar a nova identidade visual, o Diego se inspirou na animação que abre o webdocumentário, composta por vários blocos de madeira que são parte de um brinquedo pedagógico criado pela companhia teatral Caixa do Elefante. Na animação, de autoria da Maíra e do Anthonio Coelho,  os blocos se juntam formando o Vila Flores. o desenho representa não só a estrutura dos nossos edifícios, mas também o entrelaçamento de ideias e pessoas que fazem o Vila ser o que é: um espaço plural, dinâmico e coletivo. A tipografia utilizada também foi criada a mão pelo Diego.

Estudos do Diego para a criação da nova identidade visual do Vila.

 

VILA FLORES – UMA EXPERIÊNCIA ABERTA

A promoção de projetos com acesso gratuito é nosso principal objetivo para mais um ano de disseminação de cultura, arte e educação inclusiva. Ano passado fomos contemplados novamente pelo FAC – Fundo de Apoio à Cultura – PRÓ-CULTURA/RS para realizar a segunda edição do Vila Flores – Uma Experiência Aberta, em 2019.

Serão 4 meses dedicados às mais diversas manifestações artísticas a partir de diferentes linguagens. O programa tem como principal fio condutor a construção do conhecimento de forma coletiva, potencializando a pluridisciplinaridade e o diálogo como uma das inúmeras portas para a transformação social e o acesso à cultura.

O projeto, criado em 2016, conta com um programa de atividades artísticas e educativas envolvendo artistas residentes e parceiros do Vila Flores, propondo um diálogo entre as suas áreas de atuação e linguagens artísticas. Sua programação contará com quatro oficinas voltadas para o público infantil, dois eventos integrando artes cênicas, música, cinema e artes visuais, quatro visitas guiadas para escolas e instituições públicas e uma residência artística para artistas visuais do Rio Grande do Sul.

Programe-se para o Experiência Aberta!

Eventos:

30 março – SOM CINE, evento dedicado à mùsica, ao cinema e às artes visuais.

18 maio – Festival Experiência Aberta, evento dedicado à música e às artes cênicas.

Oficinas para crianças e jovens da rede pública de ensino:

25 abril – Oficina de Cerâmica e Acessibilidade, com Mima Gomes e Ovni Acessibilidade Universal.

23 de Maio – Oficina de Grafitti, com Kelvin Koubik e Jackson Brum

27 de Junho – Oficina de Arte e Sustentabilidade- com Antonia Wallig

25 de julho – Oficina de Teatro de Sombras, com Mario de Balenti da Companhia Caixa do Elefante

Residência artística para as artes visuais:

8 a 18 de julho (inscrições de 3 a 23 de abril)

De Março a Julho serão realizadas 4 visitas guiadas para instituições públicas.

 

OUTROS PROJETOS PARA 2019

Projetos como o Experiência Aberta nos movem a continuar sendo um espaço diverso e democrático, que busca fazer a sua parte pela cultura e pela educação. Pensando nisso, concentraremos nossas energias para dar continuidade a projetos que já rolam no Vila e fazer nascer novas ideias.

O Simultaneidade, Bienal do Vila Flores criado em 2013, fruto da iniciativa de artistas de diferentes regiões,  que pensam a relação entre a arte e a sua inserção na vida cotidiana das pessoas, tem sua edição garantida no final deste ano. O querido Arraial do Vila, o Festival da Primavera (pensado com ainda mais carinho em 2019) e o Carnaval trarão ainda mais vida para o nosso espaço, aproximando a vizinhança e buscando fazê-la cada vez mais presente e abraçada pelo projeto de Vila Flores que estamos construindo. A Virada Sustentável, evento que movimenta Porto Alegre com atividades culturais, esportivas e educativas também vai rolar por aqui. O Vila Flores segue sendo um ecoponto, propondo ações junto a este evento tão importante para pensarmos a sustentabilidade em todos os seus âmbitos.

O De Vila a Vila, iniciativa que propõe a integração entre os moradores e projetos existentes no Loteamento Santa Teresinha e os artistas, parceiros e empreendedores da Associação Cultural Vila Flores, inicia seu terceiro ano com uma série de oficinas, encontros e atividades culturais, sempre agregando novos parceiros e apoiadores. O projeto Skate na Vila, realizado em conjunto com o Centro Social Marista Irmão Antônio Bortolini, completa um ano promovendo aulas de skate a um grupo de 20 crianças, propondo-se a ser um espaço de aprendizagem e empoderamento de crianças e jovens.

Ainda pensando em projetos de impacto social e na articulação de grupos com potencialidades em comum, buscamos concretizar a ideia de criar uma iniciativa que una os empreendimentos geridos por mulheres ou que tenham participação feminina no Vila Flores, como a Mulher em Construção, o Ecossistema da Moda Sustentável, a Aldeinha, a Apoena, entre outros, procurando fortalecer a união desses laços.

O Afro n’ Talks também pousou por aqui e vem abrindo espaço para conversas muitos importantes sobre o empreendedorismo negro e as questões raciais. Promovido pela Reafro e diversos parceiros, as entrevistas e rodas de conversa tem sido potentes dispositivos de conscientização e transformação social.

A troca de conhecimento e o compartilhamento de ideias, essenciais para o nosso ecossistema, terão lugar garantido com o Futuro do Presente, projeto que consiste na realização de grupos de conversa sobre os quatro eixos norteadores do Vila Flores: Educação, Empreendedorismo, Arquitetura e Arte e Cultura. No âmbito da educação, diversas ideias estão sendo debatidas e construídas conjuntamente para que pensemos sobre quais modelos de educação desejamos para nossa sociedade. Seguimos de mãos dadas com o Convexo Lab, programa destinado a crianças e jovens da Rede Pública de Ensino, baseado na aprendizagem através de projetos colaborativos. A Viva Comunidade de Aprendizagem, a Aldeinha e a Pluriversidade também são iniciativas de caráter educativo com as quais estamos conectados e que nos ajudam, diariamente, a vislumbrar um futuro próspero para uma educação transformadora. Além disso, contamos com a realização de nossas visitas guiadas e pretendemos, neste novo ano, fechar novas parcerias e convênios com universidades.

O Plano Anual, programa que contempla as atividades do Vila Flores para 2019, é peça essencial para a viabilização das manifestações artísticas produzidas na cidade em suas diversas linguagens, democratizando o acesso à cultura através de uma programação inteiramente gratuita. O projeto, que está aprovado na Lei Rouanet, conta com apresentações artísticas, atividades formativas, residências e exposições, fortalecendo o Vila como espaço democrático e acessível para a fruição e difusão das práticas artísticas.

Em 2019, nos dedicaremos, também, a produzir conteúdos cada vez mais relevantes para o nosso blog e newsletter e fazer nascer a Associação de Amigos do Vila Flores, projeto tão querido e importante para nós.

Na área da arquitetura, estamos empenhados em captar recursos para realizar a reforma do prédio da São Carlos e criar um projeto completo de acessibilidade para o Vila Flores. Hoje, o conjunto tem cerca de 60% de seus espaços viabilizados e ainda requer investimentos para sua implementação e readequação total. Para isso, buscamos a consolidação do projeto Canteiro Escola, realizado em parceria com a ONG Mulher em Construção e núcleos de ensino, como universidades e escolas técnicas, para que a execução da obra seja viabilizada. Através de suas atividades, o Canteiro Escola também oportuniza a capacitação da comunidade vizinha e o aprendizado de estudantes a partir de sua vivência no projeto de reforma de um patrimônio histórico e arquitetônico de grande importância para a cidade. Em breve, o projeto de restauro estará disponível para conhecimento do público.

_RA_1350

Esse será o Vila de 2019! Seguimos na busca por ideias e pessoas que alimentem nosso ecossistema e possam contribuir, cada uma da sua forma, para que nos tornemos melhores. Se você também sente o chamado da criatividade e da colaboração e quer estar conosco, manda um e-mail para vilaflorescultural@gmail.com.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s