Conteúdo, Newsletter

Da Vila à Cidade

A importância das microrrevoluções possíveis a partir de ações com foco na  educação e na cooperação.

* Por Márcio Machado e Nicholas Kluge, do projeto Skate na Vila, Letícia Monteiro, da Sopro e Antônia Wallig, da ACVF.

Pertencer vai além da materialidade. É ter seu espaço no mundo. Ser parte de algo coletivo. Nosso objetivo como centro cultural que abriga diferentes áreas do conhecimento – principalmente a arte – é promover e incentivar ações e projetos de educação que possam contribuir para a construção de uma sociedade mais inclusiva. O Vila não é somente um espaço físico, mas também um local para além de suas portas em direção à sociedade.

Para isso, criamos diversas ações com o propósito de divertir e (in)diretamente ensinar crianças e jovens alguns conceitos de responsabilidade e coletividade. O impacto social de projetos desse tipo muitas vezes ensinam valores essenciais para pessoas que são impactadas pela iniciativa, como coragem, justiça e paciência, além de melhorar a autoestima da comunidade em que se está trabalhando. Para além disso, acreditamos que projetar ações como essas é tecer realidades opostas para que juntas elas ressignifiquem o propósito de pertencer em sociedade.

Um desses exemplos é o projeto De Vila a Vila que, desde dezembro de 2016, vileiros e vizinhos da Vila Santa Teresinha contribuem para promover acessibilidade à cultura, à arte e ao conhecimento. O projeto conta com a participação de alguns artistas e  residentes do Vila Flores, vizinhos e do Centro Social Marista Irmão Bortolini, localizado na Vila Santa Teresinha. Com a construção e a adaptação de uma pista de skate no lugar de uma quadra de bocha, iniciaram-se o aprendizado e a prática de skate, conduzindo as crianças para uma nova realidade cultural. Elas são instigadas a exercitar qualidades, virtudes e valores como coragem, companheirismo e resiliência.

Acreditamos que com pequenas ações conseguimos transformar vidas. Um desses exemplos é especialmente o Skate na Vila. As aulas de skate estão acontecendo uma vez por semana, no turno da manhã, e contam com dois educadores que  atendem a 20 crianças divididas em dois grupos.

31280052_1921165737901804_1608287475065683968_o

Desde que o projeto Skate na Vila iniciou, já pudemos sentir que as crianças manifestam sentimentos de empatia e coletividade, além do autoconhecimento desenvolvido a partir do desenvolvimento de suas habilidades.  Alguns, em busca de desafios maiores, já deram os primeiros passos em direção a uma nova realidade e a um contexto diferente do qual estão inseridos. Conseguiram romper uma barreira social e foram conhecer outras pistas públicas, o que permitiu a eles se entenderem como parte de um contexto mais amplo, como parte da cidade.

31301582_1921165867901791_6302924632127176704_o

A experiência nos mostra que criar projetos sociais podem demandar trabalho, envolvimento e comprometimento, mas da mesma forma proporciona a todos os envolvidos uma troca de realidades e vivências ricas e que geram impactos sociais positivos.

Com esse projeto, estamos aprendendo que são necessários alguns elementos essenciais a sua resiliência e sustentabilidade. Contamos, ao longo dele, com a falta de recursos, por exemplo. Mas tiramos disso algumas lições importantes, que hoje viabilizam um projeto de inovação social como este se manter:

– Imersão na realidade

A primeira questão parte do relacionamento das pessoas e do entendimento das necessidades de cada comunidade. Uma iniciativa só fará sentido se entendermos e mergulharmos na realidade e no contexto no qual ele vai ser inserido.

– Compreender demandas

Para iniciar um projeto social e local é preciso compreender que será uma demanda real e que fará sentido, porque assim as pessoas se envolvem para torná-lo viável.

– Cocriação com a comunidade

Inserir a comunidade no projeto, fazendo ela se tornar parte não somente do produto final, mas também do processo de criação e fortalecimento da iniciativa.

– Criação de rede de parcerias

Percebemos que, além da nossa própria vontade de criar projetos e colocá-los na rua, é necessário suporte para diversos pontos da iniciativa que não estão ao nosso alcance. Com isso, tivemos alguns apoios essenciais para tornar nosso Skate na Vila uma realidade, como o Banx, a Escola Ande de Skate e o Swell Skate.

– Visão comum entre os envolvidos

Outro ponto importante é o planejamento. Colocar em prática um alinhamento em que todas as pessoas envolvidas no projeto enxerguem esse caminho, para que, assim, ele siga horizontal e duradouro.

Apesar de haver um longo caminho pela frente, acreditamos que com esses aprendizados conseguiremos gerar cada vez mais novos projetos que impactam a sociedade em prol da inclusão, da cultura e da educação.

O projeto Skate na Vila

IMG_6512

 

O projeto Skate na Vila nasceu em abril de 2018 na Vila Santa Teresinha, bairro Floresta. A pista foi construída por meio de uma parceria entre o Centro Social Marista Irmão Antônio Bortolini com o Vila Flores e a Swell Skate Camp, buscando a revitalização da praça onde está localizado o Centro Esportivo Cultural Transformação.
O Centro Social Marista Irmão Antonio Bortolini acolheu a ideia do projeto e dedicou recursos próprios para a construção da pista. Márcio Machado, do Vila Flores, criou as conexões com a realidade do skate indicando a Swell Skate, a Spot Skate Parks e a Escola Ande de Skate, para desenhar e construir a pista e para realizar as aulas com as crianças.

No início das atividades, o Instituto Fidedigna, a banda Raffuagi e os artistas Kelvin Koubik e Jackson Brum apoiaram a festa de lançamento da pista. As atividades educativas iniciaram logo depois, pelos educadores Nicholas Kluge e Márcio Machado, de forma voluntária.

 

Em agosto de 2018, o projeto recebeu aporte financeiro para sua manutenção. O Sicredi se uniu ao projeto, contemplando-o com o fundo social da Cooperativa, que será utilizado para a remuneração dos educadores.

Agradecemos a todos esses parceiros do projeto Skate na Vila, e esperamos manter essa rede e um projeto forte e sustentável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s