O empreendedorismo que empodera mulheres no Vila Flores

empreendedorismo_feminino_(2)

Conheça nossas iniciativas que se unem ao movimento de empoderamento feminino nos negócios e na vida

No Vila Flores, a maioria dos empreendimentos são encabeçados por mulheres. São empreendedoras que tocam o próprio negócio e que fomentam o empoderamento feminino em suas mais variadas formas, sejam em projetos de impacto social ou de cultura e criatividade.

Enquanto somente 20% dos negócios de impacto no Brasil são tocados por mulheres, e de a taxa de empreendedorismo entre nós ser de 36,4%, encaramos o protagonismo feminino aqui do Vila como um incentivo ao crescimento deste movimento no país. Trata-se de um desafio que abraçamos em direção à igualdade de oportunidades e de apoio à formação de sujeitos autônomos.

No caso do fomento à autonomia em mulheres, acabamos por dialogar não somente com a questão moral ou social. A economia global sofre sem elas em sua plena capacidade produtiva, como aponta o relatório da McKinsey Global Institute. O estudo mostra que 12 trilhões de dólares poderiam ser adicionados ao PIB mundial até 2025 se as mulheres alcançarem igualdade no mercado.

Tem a ver com ética, com justiça, com bem-estar. Mas também tem a ver com crescimento econômico.

A América Latina segue entre as regiões com maior desigualdade de gênero, o que nos mantém na contramão do avanço em todos os sentidos. Alcançar essa realidade exige muito suporte financeiro e político e criação de oportunidades reais às mulheres. A iniciativa delas é essencial, mas autonomia não é alcançada em contextos sem privilégios. Por isso, setor privado e governos precisam entender os benefícios dessa ação.

Enquanto esse processo anda a passos lentos, iniciativas conscientes desse fato, como a Colibrii e a ONG Mulher em Construção, residentes do Vila Flores, tomam a frente não somente do próprio empoderamento, mas levam consigo artesãs e construtoras a serem protagonistas das próprias histórias. Pequenos negócios e mulheres instrumentalizadas cumprem sua função de líderes na concepção da realidade que queremos.

Isso se faz possível porque as empreendedoras dos projetos do Vila Flores são motivadas por um contexto colaborativo e apoiadas por um ambiente seguro para empreender. A economia baseada na colaboração pode ser um disruptor do paradigma patriarcal nos negócios, por representar relações de confiança em todos os seus pontos de contato.

São necessários espaços fundamentados em conexões mais profundas, para além de sexo, gênero, raça, nível social ou crença. São ambientes que ampliam a convivência diária e amigável, baseada em valores, e que nos possibilitam aguçar nossa percepção do indivíduo e do seu papel essencial na construção de um ecossistema.

Conheça nossos projetos empreendidos 100% por mulheres

Associação Cultural Vila Flores
A Associação Cultural Vila Flores (ACVF) formada por todos os vileiros. Sua gestão, no entanto, é realizada por mulheres. Esta é a entidade responsável pela programação cultural do espaço e pela articulação junto ao poder público, à iniciativa privada e à sociedade em prol dos interesses da comunidade artística e criativa do Vila Flores, buscando promover a integração com a comunidade do entorno.

AC Arquitetura
Escritório de arquitetura de Carolina Castillo.

Apoena Socioambiental
Apoena Socioambiental é um coletivo formado por quatro mulheres. Possui uma equipe multidisciplinar de técnicas que atuam em soluções de projetos nos segmentos de comunicação social, gestão ambiental, gestão solidária, educação ambiental, empoderamento feminino e ações voltadas para grupos em situação de vulnerabilidade econômica social.

1030084-2

Bonne Chance
Aulas de francês com refugiados de países africanos, uma iniciativa que visa a promoção da troca cultural entre imigrantes estrangeiros e brasileiros através do ensino e da prática da língua francesa, além de outras atividades culturais.

bonnechance2

Colibrii
A Colibrii trabalha com artesãs de comunidades de Porto Alegre co-criando produtos com materiais alternativos e reutilizados.

IMADIN – Instituto Maria Dinorah
Espaço de referência para o fomento da literatura. Objetiva promover a arte literária em suas mais diversas relações, da produção à recepção, atendendo a crianças e adultos, sejam professores, pesquisadores, especialistas ou diletantes, através de ações de cunho cultural e educacional.

imadin.jpg

Joner Produções
A Joner atua na criação e realização de projetos especiais, estratégias e serviços para clientes das esferas pública, privada e do terceiro setor. Utiliza pesquisas, estudos e a construção coletiva como ferramentas de gestão para aprimorar resultados.

Márcia Braga
Arquiteta e artista visual, tem no Ateliê no Pátio seu forno e equipamentos para desenvolver seus trabalhos tridimensionais em cerâmica (que já lhe renderam dois prêmios Açorianos – 2013 e 2015). Também que reúne grupos de trabalho para criar e desenvolver projetos colaborativos em arte urbana.

Miriam Gomes
Artista integrante do Ateliê Coletivo.

Mulher em Construção
Cursos de formação na área da construção civil para mulheres, promovendo a autonomia, a cidadania e o empoderamento das mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica através da inserção destas mulheres no mercado de trabalho.

mulheremconstrucao3.jpg

Moxie
Marca de objetos para casa e mobiliário de Gabriela Cerveira.

Panitz Bicca Arquitetura & Engenharia
O escritório Panitz Bicca Arquitetura & Engenharia tem o intuito de desenvolver projetos arquitetônicos e de interiores que agreguem qualidade estética e de vida aos usuários e às cidades, abraçando os conhecimentos da engenharia para colocar em prática os projetos idealizados.

Pyladies
Iniciativa das mulheres do Matehackers Hackerspace. Um coletivo de mulheres que sabem e/ou estão aprendendo Python, mantendo um grupo para a troca de experiências e de aprendizados.

Outros projetos encabeçados por mulheres

Além das iniciativas 100% de mulheres, a maioria dos projetos e empresas do Vila Flores são formados por mulheres. Elas são sócias e idealizadoras de ideias nos mais variados âmbitos.

AH! Arquitetura Humana
O escritório AH! Arquitetura Humana surgiu do encontro de três arquitetos que acreditam na apropriação humana do espaço como fator fundamental para que o território cumpra o seu papel de trocas socioculturais e de afirmação da identidade local.

ah-arquitetura-humana_fotim.jpg

Caixa do Elefante
A companhia porto-alegrense “A Caixa do Elefante Teatro de Bonecos”, fundada em 1991, é hoje uma das companhias de teatro de bonecos mais atuantes e de maior destaque no panorama artístico nacional.

Escola Convexo
A Convexo é uma iniciativa na área da educação desenvolvida por não educadores que propõe aulas com metodologias inovadoras de Comunicação, Lógica e Empreendedorismo dentro de escolas tradicionais, no turno inverso das aulas, visando desenvolver líderes de comunidades carentes.

Estúdio Hybrido
Espaço de criação planejado para abrigar projetos e ações interdisciplinares nas áreas das artes visuais, moda, dança, performance, vídeo e fotografia.

Fidedigna
Instituto de pesquisa social aplicada voltado às políticas públicas e aos empreendimentos sustentáveis através do rigor metodológico das ciências sociais.

fidedigna-2.jpg

Nano BizTools
Produção de projetos, processos ou consultoria a partir de metodologias próprias e ferramentas e abordagens contemporâneas como design thinking, business design, frame innovation, storytelling, creative trident, gamificação, entre outras.

OM-LAB
OM-LAB (UFRGS) reúne artistas pesquisadores que abordam as transversalidades advindas dos objetos materiais e imateriais pertinentes ao meio urbano e deste em relação ao sujeito coautor, enquanto possibilidades propositivas das práticas artísticas compartilháveis.

OM_Foto_equipe

Re-Ciclo
A Re-ciclo realiza a coleta dos resíduos orgânicos de cidadãos em três municípios, Porto Alegre, Tramandaí em Imbé. Através de uma assinatura mensal, o cidadão recebe um baldinho para armazenar os resíduos e a Re-ciclo coleta de bicicleta para transformar em adubo.

Solabici
A Solabici fabrica bicicletas sob medida com inspiração retrô. Os quadros são construídos manualmente, possibilitando a escolha de componentes e acessórios de acordo com as particularidades de cada um.

Sopro Conteúdo Digital
A Sopro Conteúdo Digital é uma agência de marketing digital que gera conteúdo com valor e inspiração. A empresa trabalha com com texto, vídeo, design e fotografia.

 

Escrito por

Luana Fuentefria

Empreendedora da Sopro Conteúdo Digital, empresa de marketing digital encabeçada por mulheres (e também homens) e residente no Vila Flores.

Junção Makers

Na sua oitava edição, a Junção Makers reúne iniciativas de design local.

São makers ou fazedores que elevaram seus projetos pessoais a pequenos empreendimentos, sem perder o caráter sustentável e de forma a valorizar aspectos da cultura e economia locais.

Além da comercialização dos produtos, o objetivo é conectar os makers com novos materiais, processos produtivos e fornecedores de matéria prima.

 

Tudo isso se completa com bancas de gastronomia e cerveja artesanal, animada com boa música (bandas: Rock de Calcinha e Lo Charta).

 

O Evento é dia 08 de julho, das 12 às 22 horas.

Local: Vila Flores, que desde 2015 abraça o evento.

Endereço: Rua São Carlos 753.

Ingresso: R$ 5,00

 

Fábio Schmidt

fone: 51 9.9746.3116