Programação do Vila Flores é impulsionada pelo FAC-RS

A programação do Vila Flores vem crescendo nos últimos meses. A quantidade e qualidade de algumas ações desenvolvidas são resultado da união de esforços entre iniciativa privada, comunidade e órgãos públicos. Em 2016, o Vila Flores foi contemplado pelo edital do PRÓ-CULTURA FAC – RS (Fundo de Apoio à Cultura), da SEDAC para desenvolver o programa Vila Flores – Uma Experiência Aberta. A intenção do projeto é aproximar o público do Vila, conectando-o com os artistas e as atividades das mais diversas áreas que são desenvolvidas aqui. Caroline Rolim, estudante de produção Multimídia da FADERGS, em Porto Alegre, é assídua frequentadora das atividades do Vila Flores e fala sobre suas impressões referentes ao local e ações desenvolvidas.

Vila Flores: Como ficaste sabendo das atividades do Vila Flores – Uma Experiência Aberta?

Fiquei sabendo das atividades na Vila Flores através da página no Facebook, pois já acompanho a programação há algum tempo.

caroline_oficina

VF: O que ficou das oficinas que participaste? Qual a tua impressão sobre essas experiências?

O que ficou das Oficinas foi muita vontade de seguir adiante com o aprendizado, de buscar mais informações e referências do que foi aprendido, a troca de ideias, a rede de contatos. Conheci muitas pessoas interessantes e com uma carga de conhecimento amplo. E isso é algo muito importante. Toda a disposição das atividades, como o ambiente da Vila Flores e as pessoas que trabalham nele foram acolhedores para tornar tudo isso possível!

caroline_rolim

O projeto Vila Flores – Uma Experiência Aberta tem recursos do Fundo de Apoio à Cultura ( PRÓ-CULTURA FAC RS). Como tu avalias estas ações de arte e a cultura gratuitas, com fomento do estado em parceria com iniciativas como o Vila Flores?

A minha impressão foi de muita vontade e disposição dos participantes e organizadores, fiquei ainda mais fã do trabalho que é realizado na Vila Flores. Tenho um carinho enorme pelo espaço e pelas pessoas que trabalham nele também! Acho super importante que exista essa possibilidade de ter oficinas gratuitas para que todos tenham acesso e aqueles que participam possam levar esses conhecimentos adiante para outras pessoas. Muito obrigada pela oportunidade de participar de algo tão bacana!

caroline_rolim_oficina

Para saber mais sobre o projeto Viola Flores – Uma Experiência Aberta, acesse:
https://vilaflores.wordpress.com/experiencia-aberta/

Bate papo com Maíra Coelho e Mário de Ballentti

template-conversas-maira-e-mario

No sábado, dia 22/10, das 19h às 21h, rola um bate papo divertido com os artistas Maíra Coelho e Mário de Ballentti sobre os cruzamentos de duas linguagens artísticas, as Artes Cênicas e o Audiovisual. Vamos conhecer o processo criativo deles, seus trabalhos e como essas duas linguagens dialogam. O bate papo tem entrada gratuita e a entrada será pela Rua São Carlos, 753. Haverá transmissão ao vivo.

O bate papo faz parte do programa Vila Flores – Uma Experiência Aberta que está sendo financiado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura (PRÓ-CULTURA FAC RS) Lei nº 13.490/10.

Sobre a artista Maíra Coelho:
Maíra Coelho inicia sua formação profissional a partir de 1992, na construção de imagens em movimento. Pesquisa a linguagem do teatro de bonecos, cenografia e figurinos para o teatro e cinema de animação. Em 1994, cria o O Titeretoscópio em homenagem aos 100 anos do cinema e inspirado na caixas de imagens e lambe-lambes originários da Bahia. Cria cenários e figurinos para teatro e dança. Em 2010, lançou o curta de bonecos livremente inspirado na obra Retirantes, de Cândido Portinari, 1944. Projeto contemplado pelo FUMPROARTE – SMC – PMPA.

Sobre o artista Mário de Ballentii:
Mario de Ballentti é fundador da Caixa do Elefante Teatro de Bonecos criada em 1991, em Porto Alegre/RS, é uma das companhias de teatro mais atuantes e de maior destaque no panorama artístico nacional. Suas premiadas montagens, direcionadas tanto para o público infantil quanto para o adulto, já percorreram diversos países da Europa, América do Norte e América do Sul, representando e valorizando, em cada um deles, a essência de nossa autêntica cultura

Festival da Primavera agrega Tô na Rua e Vila Flores

primavera

O tradicional e querido Tô Na Rua se une com o Vila Flores para celebrarmos a primavera. O evento ocorre no sábado, 15 de outubro, das 11h às 19h na Rua São Carlos, e também no pátio do Vila Flores. A ideia é que o público possa interagir com os expositores e com a nossa casa. O que importa é ambientar-se com o espaço e valorizar as iniciativas locais que estarão expondo seus produtos por aqui.

Como tudo que nós fazemos é pensando coletivamente, o Festival da Primavera destinará parte da arrecadação ao Lar Santo Antônio dos Excepcionais. E tem mais: terá arrecadação de fraldas geriátricas, brinquedos e itens de higiene pessoal. Tudo isso para ajudar quem precisa, enquanto você curte um som, umas comidinhas, os amigos e a vibe inspiradora do Vila Flores. Massa, né?! Então se liga na página do evento e fica por dentro das novidades!

https://www.facebook.com/events/262804524118276/

Confere a programação:

50 expositores de moda autoral

10 brechós

 

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DA LOULOUX

 

Food Trucks:

Fritten Freud

Yellow Crepes Food Truck

Taco Pub – Pizza & Bilhar

Maria & Fumaça Food Truck

Olívia e Palito

Vintage Café Food Truck

Pueblo Food Truck

 

Para Beber:

Veterana Beertruck

 

Para Bailar::

12h às 14h – DJ Nina Sodré

16h – The Room Brothers

15h – Hotel Cigano

17h – Jonas Alves e Tobia Mazzoti

 

Manifestações culturais:

 

Garimpeirai Customização de roupas na hora,

SLa Niñera – Babás e Famílias- espaço kids

Colmeia e Casinha Azul de Rio Pardo Terrários Minijardins Mosaicos – Bate Papo sobre Flores.

 

Apresentação da Semana Lixo Zero 2016

semana_lixo_zero

A semana no Vila Flores, como sempre, está movimentada. Entre os eventos da casa que você acompanha aqui na agenda, no dia 14, das 9h às 11h, ocorre a apresentação da Semana Lixo Zero Porto Alegre 2016, que neste ano será de 21 a 30 de outubro. O evento será para as assessorias de imprensa com um café da manhã, onde os profissionais terão contato com o conteúdo da iniciativa: um calendário de 9 dias reúne e agrega atividades que visam a discussão e reflexão sobre a gestão de resíduos sólidos e o conceito Lixo Zero em diversos segmentos de diferentes cidades, promovendo a maior reunião em torno do assunto no mundo.

O Vila Flores também realiza práticas Lixo Zero e pensa com responsabilidade a gestão de resíduos, como você pode ver aqui!

Para saber mais sobre o projeto acesse: www.semanaportoalegrelixozero.com.br. | www.semanalixozero.com.br

Visita dos alunos de Memória Social e Bens Culturais da UNILASALLE

No dia 11 de outubro, recebemos no Vila Flores as turmas de mestrado e doutorado em Memória Social e Bens Culturais da UNILASALLE. Também estavam presente os professores Margarete Panerai Araujo, Judite Sanson De Bem e Moisés Waismann. Conversamos sobre os processos de gestão do espaço e também sobre as atividades culturais, entre elas o programa Vila Flores – Uma Experiência Aberta.

As visitas de alunos de instituições de ensino fazem parte do programa Vila Flores – Uma Experiência Aberta que está sendo realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura (PRÓ-CULTURA FAC RS) Lei nº 13.490/10.

whatsapp-image-2016-10-13-at-12-06-02

 

whatsapp-image-2016-10-13-at-12-06-08

 

whatsapp-image-2016-10-13-at-12-06-07

Mostra Audiovisual na programação Vila Flores: Uma Experiência aberta

14642848_10154090657138224_998741677_n

Do dia 18 a 25 de outubro das 15h às 19h, acontecerá no Vila Flores (R. São Carlos, 759, bairro Floresta) uma Mostra Audiovisual com curadoria do artista Marcelo Monteiro, do Estúdio Hybrido. A proposta da Mostra é criar uma programação que fale sobre as artes cênicas usando o cinema, porém é uma mostra aberta que pretende alcançar o público em geral.

Na abertura da Mostra, dia 18, também acontece um bate papo sobre Artes Visuais e Audiovisual com Dirnei Prates e Nelton Pellenz.

“O cinema é considerado a “sétima arte”, como uma arte “síntese”, uma arte total, que concilia nela todas as outras artes, mas ainda hoje é sinônimo de diversão e entretenimento, essas duas condições que une e ao mesmo tempo divide opiniões sobre seu papel, e até mesmo sobre o papel da arte de um modo geral, é o motivo dessa mostra”. Marcelo Monteiro.

Para mais informações, acesse: https://www.vilaflores.net/experiencia-aberta

O programa Vila Flores – Uma Experiência Aberta é uma iniciativa da Associação Cultural Vila Flores e está sendo realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura (PRÓ-CULTURA RS FAC), Lei no 13.490/10.